Notícias

Governo do Tocantins debate estratégia de vacinação contra febre aftosa na Ilha do Bananal

26/06/2020 - Welcton de Oliveira/Governo do Tocantins

O Governo do Tocantins, por meio da Agência de Defesa Agropecuária (Adapec), promove nesta sexta-feira, 26, uma reunião, no município de Formoso do Araguaia. Na ocasião, serão traçadas as estratégias e as metas para a realização da campanha de vacinação contra febre aftosa do rebanho que está na Ilha do Bananal, e que ocorrerá de 1° de agosto a 30 de setembro.

A Agulha Oficial (termo utilizado quando a vacinação é feita pelo serviço oficial) deverá ocorrer em mais de 350 retiros na Ilha, com previsão de vacinar mais de 100 mil bovinos, independente de faixa etária.

O diretor de Defesa, Inspeção e Sanidade Animal, Márcio Rezende, afirma que, na reunião, serão definidas as estratégias de atuação da vacinação na Ilha. "Embora já temos uma larga experiência em vacinação na Ilha, é necessário elaborar um plano estratégico com antecedência definindo organização, coordenação da campanha, notificações aos produtores rurais que possuem rebanho lá, estrutura, logística e definição das equipes que atuarão em campo vacinando o rebanho", explica Márcio Rezende.

A vacinação do rebanho da Ilha do Bananal contará com a parceria da Agência Goiana de Defesa Agropecuária (Agrodefesa) que enviará técnicos para ajudar no processo de vacinação dos animais, bem como do Instituto de Defesa Agropecuária do Estado de Mato Grosso (Indea) que já vem contribuindo há alguns anos com a campanha na Ilha.

Dados sobre vacinação na Ilha

Em 2019, foram envolvidas na campanha seis equipes técnicas de campo, compostas por dois técnicos cada uma, sendo três na região de Formoso do Araguaia, duas em Sandolândia e uma em Lagoa da Confusão, além de uma equipe de logística e coordenação.

O rebanho total vacinado na Ilha em 2019 foi de 116.796 bovídeos, distribuídos em 344 retiros. Dos bovídeos, 20.730 animais ou 17,75% eram pertencentes aos indígenas, em 61 retiros. Os animais dos produtores rurais somaram 96.066, em 283 retiros. A maioria dos animais eram fêmeas, em um total de 96.909, sendo que os animais com mais de 36 meses de idade somaram 67.491.

A região de Formoso do Araguaia concentrou a maioria do rebanho da Ilha, com 68.039 ou 58,26% do total. Também nesta região, estava concentrado o maior número de retiros, 204 ou 59,30%. Em Formoso do Araguaia, o rebanho dos indígenas chegou a 4.498 animais em 27 retiros. Sandolândia vem em seguida com 27.904 animais e 98 retiros e Lagoa da Confusão com 20.853 distribuídos em 42 retiros. Na região de Lagoa da Confusão, é onde está a maior parte do rebanho dos indígenas, somando 15.021 animais, divididos em 24 retiros.

Sobre a atuação das Agências de defesa na vacinação na Ilha do Bananal, as equipes da Adapec vacinaran 107.601 ou 92,13% dos animais, em 298 retiros ou 86,63%.

Ilha do Bananal

A Ilha do Bananal tem cerca de 2 milhões de hectares e faz divisa com oito municípios tocantinenses: Formoso do Araguaia, Sandolândia, Lagoa da Confusão, Araguaçu, Cristalândia, Dueré, Caseara e Pium. Devido às suas características de relevo e terreno, no período chuvoso, se torna quase intransitável, pois a região fica alagada. Diante disso, a vacinação só ocorre na época da seca e uma vez por ano, para todos os bovinos, indiferente da faixa etária.

 

Edição: Thâmara Cruvinel

Revisão: Marynne Juliate