Notícias

Agricultura cria projeto de processamento de leite de búfala para produção de queijo e derivados na região sudeste

23/09/2019 - Elmiro/Governo do Tocantins

A Secretaria da Agricultura, Pecuária e Aquicultura (Seagro) cria projeto de pequeno laticínio (agroindústria) para processamento do leite de búfala para produção de queijo e outros derivados, no município de Dianópolis, região sudeste do Estado. O produtor, João Soares D´albergaria esteve na Secretaria manifestando o interesse de criar o projeto, como mais uma alternativa de geração de renda na sua propriedade.

 O produtor há muitos anos tem a tradição no processamento de derivados lácteos de bovinos. Ele almeja alcançar tanto o mercado Estadual como nacional. Mais a frente pretende expandir e participar do programa Joia do Interior do Estado de São Paulo.

A Secretaria ficará responsável pela elaboração do projeto agroindustrial, assim como a seleção dos equipamentos para compor a linha de processamento da unidade. Após esta fase de estruturação, os técnicos da Secretaria estarão orientando o produtor em todos os caminhos que levam ao completo licenciamento sanitário junto à Agência de Defesa Agropecuária (Adapec), para obtenção do selo do SIE.

Nesse processo de elaboração do projeto agroindustrial, também serão fornecidos todos os itens para o desenvolvimento da correta rotulagem nutricional dos produtos e orientações quanto às boas práticas de processamento de leite e derivados.

De acordo com a engenheira de alimentos da gerência de Fomento da Seagro, Verônica Gonçalves França, esta demanda representa um importante salto para o produtor tanto em termos de produção como em alcance de mercado, uma vez que os produtos de leite de búfala tem mercado garantido em hotéis, restaurantes e empórios que vendem iguarias para degustação junto a vinhos e outros tipos de bebidas destiladas. “É um projeto viável, adequado para o tipo de propriedade que o produtor nos apresentou, com uso da ordenha mecânica, visando produzir o leite tipo A, ou seja, alto padrão de qualidade”, frisou.

Para o produtor, João Soares D´albergaria, os produtos derivados do leite de búfala são bem aceitos no mercado consumidor. “Queremos iniciar a produção com poucos animais, mais a intenção é aumentar, inicialmente vamos produzir o queijo mussarela e, posteriormente a manteiga e iogurte”, projetou.

Proteína

Segundo estudo realizado pela Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), o queijo de búfala chega a ter 48% a mais de proteína do que o laticínio comum (de vaca) e 59% a mais de cálcio. Além disso, leite extraído dos bubalinos possui outras propriedades nutricionais, incluindo o ferro, fósforo, e vitaminas A, C, B6, e E, e baixo teor de colesterol. 

Dados

Segundo informações do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), em 2018, o Tocantins contava com um rebanho de 3.769 cabeças de búfalos de corte, sendo o município de Porto Nacional, o maior criador com 223 cabeças, seguidos de pequizeiro com 210 e Colinas com 186 cabeças de búfalos.