Notícias

Secretário da Agricultura e equipe participam de intercâmbio de tecnologias de produção agropecuária no Paraná

13/08/2019 - Amanda Oliveira/Governo do Tocantins

O Secretário da Agricultura, Pecuária e Aquicultura (Seagro) César Halum e o diretor de Agricultura, Agronegócio e Pecuária da Seagro José Américo Vasconcelos estão desde domingo, 11, em viagem institucional, em Carambeí,  Castro e Ponta Grossa (PR), até quarta-feira, 14. Nesta terça-feira, 13, a equipe participa da Agroleite, em Castro (PR), considerada a vitrine de tecnologia do leite no Brasil. O objetivo é trocar experiências e buscar tecnologias do setor agropecuário para aplicar no Tocantins. 

Frísia

Nessa segunda feira,12, a equipe se reuniu com diretores da Cooperativa Agroindustrial Frísia, em Carambeí (PR), sede da cooperativa, onde está em construção, o maior laticínio para fabricação de leite em pó da América Latina. 

De origem holandesa, a Frísia está instalada no Brasil há 94 anos, cuja missão é disponibilizar produtos e serviços de excelência com geração de resultados sustentáveis a cooperados, colaboradores e parceiros.

O secretário César Halum explica que a empresa já está instalada no Tocantins e atua com excelência no sul do país, na produção de leite, suínos e grãos e gera boas expectativas para ampliação dos investimentos no Tocantins.

“No Tocantins, a  operação da Frísia é com grãos, mas queremos a ampliação dos seus investimentos no Estado, tanto na área da produção de grãos como na piscicultura, que agora é um projeto que os cooperados vêem com maior possibilidade de implantação a curto prazo. Estamos convidando os investidores a serem parceiros também na cadeia do leite, para impulsionar a produção de leite no Tocantins,” destaca o secretário.

Ainda de acordo com César Halum, a produção de leite no Estado é muito pequena, “estamos produzindo uma média de 2 litros de leite por animal dia, o que é pouco. Precisamos ampliar e essa é a parceria certa. Uma visita extremamente positiva para o Estado do Tocantins”, enfatiza o gestor.

Já odiretor presidente da Frísia Renato João de Castro Greidanus demonstra satisfação em receber o secretário e equipe, propondo alinhamento que contribua com a construção de um Tocantins cada vez mais consolidado na agricultura e na pecuária. 

“Precisamos alinhar tanto o governo estadual quanto nós, como cooperativa para que possamos dar suporte ao cooperado, ao nosso produtor, aos produtores do Tocantins e com isso, ter uma cadeia de produção, não somente a de grãos, mas que a gente possa agregar valor a essa cadeia através da agro industrialização”, considera João Greidanus. 

De acordo o diretor presidente, essa construção é um passo a passo que não acontece de forma imediata. “Temos que fazer uma construção que começa primeiro com produção básica, que é a produção de grãos, com  as pastagens cada vez mais melhoradas, e tentar integrar essa atividade tanto agrícola quanto pecuária, para que ela possa servir de base para construirmos em cima disso uma agro industrialização tanto na área de grãos quanto na área pecuária, seja ela de carne ou leite e a gente enxerga como uma possibilidade muito interessante, a piscicultura como uma atividade que a Frísia tem interesse em desenvolver junto ao Estado do Tocantins”, ressalta o empreendedor.

Reunião

Participaram da reunião, o secretário da Agricultura, Pecuária e Aquicultura César Halum;  a chefe de gabinete Tacila Melo, o diretor de Agricultura, Agronegócio e Pecuária da Seagro José Américo Vasconcelos; o diretor presidente da Frísia Renato João de Castro Greidanus; o diretor vice-presidente Agrícola Gaspar João de Geus; o diretor vice-presidente Pecuária de Leite Jan Ubel Van Der Vinne; o diretor vice-presidente Pecuária de Suínos Willant Van De Boogaard;  o diretor conselheiro Geraldo Slob; o diretor conselheiro Raphael Cornélis Hoogerheide; o diretor conselheiro Ricardo de Aguiar Wolter; o CEO Emerson Moura; o gerente Agrícola Marcelo Cavazotti e o desembargador do Tribunal de Justiça do Paraná, Dr. José Sebastião Fagundes Cunha. 

Cescage 

A convite do presidente do Centro de Biotecnologia e Reprodução Animal (Cescage Génetica), o secretário da Seagro e sua equipe visitaram a “fazenda escola” do Centro, em Ponta Grossa (PR), domingo, 11, com o intuito de conhecer as tecnologias aplicadas e avaliar a possibilidade de instalação no Tocantins. 

Na “fazenda escola”, o secretário César Halum conheceu as unidades produtivas com várias raças de bovinos, como a Holandesa Brasford, Angus, Jersey, Hereford e a Wagyu, raça japonesa  ainda pouco conhecida no Brasil. “O Tocantins conhece pouco essa raça, o Brasil também, é um animal de carneextremamente valiosa, isso nos mostra o que o Cescage está fazendo”, afirma o secretário da Seagro. 

O Fundador do Cescarge, o desembargador do Tribunal de Justiça do Paraná, Dr. José Sebastião Fagundes Cunha destaca sobre a disponibilidade de material para reprodução, um dos ramos do investimento. “Nossa empresa tem um forte investimento em fertilização in vitro, inclusive no exterior e que nós desejamos levar essa tecnologia ao Tocantins, proporcionando um rápido desenvolvimento genético no estado”, sinaliza. 

O Cescage Genética atua na produção de embriões in vitro de bovinos, bubalinos, ovinos e caprinos e pesquisa a produção de embriões in vitro de ovinos e caprinos, no Centro de Produção In Vitro de Embriões (CPIVE) e o Centro de Coleta e Processamento de Embriões (CCPE), todos registrados junto ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa). O Cescage Genética oferece também cursos de capacitação e atualização técnica.