Notícias

Milho safrinha deve aumentar em 69% a produção nesta segunda safra 2018/19

04/07/2019 - Elmiro de Deus/Governo do Tocantins

A colheita do milho safrinha no Tocantins já teve início e deve acontecer até final de julho. A expectativa da produção, nesta segunda safra, é alcançar um aumento considerável de 69%, em relação à safra passada, saltando de 532,8 mil toneladas para 903,5, mil toneladas, superando em mais de 370 mil toneladas. A estimativa é do 9° levantamento da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab).

A expectativa do levantamento aponta um crescimento significativo na área de plantio, em relação à safra anterior, um crescimento de 28,5%, o que representa 45 mil hectares plantados a mais nesta próxima safra. A área de cultivo cresceu de 157 mil hectares para 202 mil hectares.

Produtividade

Os avanços tecnológicos utilizados no manejo das culturas elevam também a produtividade da produção. A produtividade é projetada para ser superior a safra 2017/2018 em até 27%, passando de pouco mais de 3.378 quilos por hectares para 4.453 quilos por hectares, um aumento de 18 sacas de milho safrinha a mais por hectares.

Segundo o engenheiro agrônomo da Secretaria da Agricultura, Pecuária e Aquicultura (Seagro), Luan Bacin, esses avanços na produção e produtividade do milho safrinha são decorrentes dos investimentos dos produtores, aliados aos fatores climáticos favoráveis no Tocantins. “Além disso, os produtores possuem acesso às inovações tecnológicas, seleção de sementes e insumos de qualidade praticados nas lavouras”, ressaltou o engenheiro.

Municípios

As áreas de maior produção no Estado ficam nos municípios de Campos Lindos, Porto Nacional, Pedro Afonso e região de Silvanópolis. Uma grande parte da produção fica no Tocantins e o restante é comercializado para outras regiões, principalmente, os estados do Nordeste. Na região Norte do país, os estados do Tocantins e Rondônia são os principais produtos do grão.