Notícias

Fundo Global pode financiar projeto sustentável da cadeia produtiva da carne no Matopiba

06/06/2019 - Mariah Soares/Governo do Tocantins

César Halum explica que o Mapa mostrou grande interesse pela proposta. “Sinalizaram positivamente sobre a carta de anuência, consentindo a execução do projeto no Matopiba com investimentos do Fundo. Tanto o governo federal como o GEF têm interesse em investir no Matopiba -, essa região que  está crescendo muito e é um polo avançado de produção”, argumentou .

Com a anuência do Mapa, o projeto deve ser elaborado o mais breve possível e será uma ação do Grupo Matopiba, defendido por César Halum e criado durante reunião do Conselho Nacional de Secretários de Agricultura (Conseagri), ocorrido em Brasília no mês passado, quando o gestor da Seagro foi eleito vice-presidente.  Na ocasião, a proposta foi aprovada pelos quatro secretários e foi criado um termo de cooperação técnica entre Tocantins, Maranhão, Piauí e Bahia - Estados que formam o Matopiba. Halum foi escolhido para coordenar o grupo no primeiro ano de atividade.

Sustentabilidade

Aliar a produção de carne bovina de qualidade à preservação do meio ambiente é o foco principal da proposta. “Não cabe mais essa dicotomia de que produção e meio ambiente vivem de lados opostos. É possível fazer produção com preservação ambiental”, enfatizou César Halum.

Ao se referir a presença do Tocantins no projeto, o Secretário alia a proposta aos matadouros-frigoríficos que o Governo do Estado está construindo em oito municípios com recursos do Banco Mundial. “Já estamos no caminho certo, com as oito plantas frigoríficas em construção com o objetivo de melhorar o abastecimento de carne e combater o abate clandestino e o furto de gados nas propriedades rurais, o projeto sustentável da cadeia produtiva da carne vai estimular a produção nos municípios e regiões onde estão os frigoríficos”, ressaltou.

Fundo Global

O Fundo Global para o Meio Ambiente é um dos maiores financiadores de projetos de desenvolvimento sustentável do mundo. Iniciativa de cooperação internacional reúne 183 países. Criado em 1991 apoia ações de proteção ao meio ambiente global e promove o desenvolvimento sustentável. Desde sua criação, o GE, já destinou mais de 13 bilhões de dólares para projetos em mais de 150 países, incluindo o Brasil.

Em missão representando o governador Mauro Carlesse no Peru, em evento do  Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), no último mês de maio, César Halum  apresentou a proposta para representantes do GEF, que sinalizaram interesse pelo projeto.