Notícias

Seagro e Unitins comemoram a 100ª edição da resenha do tempo

11/04/2018 - Lenna Borges / Governo do Tocantins

A agropecuária é a atividade econômica que mais depende das condições climáticas, uma vez que elas afetam todo o processo produtivo, armazenagem, transporte e comercialização dos produtos. Para subsidiar os produtores com informações que auxiliam no processo de planejamento e de tomada de decisão agrícola, o Governo do Estado por meio da Secretaria do Desenvolvimento da Agricultura e Pecuária (Seagro) em parceria com a Universidade Estadual do Tocantins (Unitins) assinaram termo de Acordo e Cooperação para criação do Portal da Agrometeorologia.

Nesta quarta-feira, 11, será divulgada e publicada a 100ª edição da Resenha Agrometeorológica do Tocantins nas redes sociais da Seagro e no Portal da Agrometeorologia. A primeira edição foi veiculada no dia 14 de Abril de 2016, com o objetivo de disponibilizar dados meteorológicos ou de previsões do tempo e do clima para o setor agropecuário do Estado do Tocantins. Atualmente são mais de 12 mil acessos mensais, no site da Secretaria da Agricultura - www.seagro.to.gov.br, no endereço agrometeorologia.seagro.to.gov.br ou no canal do Portal da Agrometeorologia no Youtube.

Para a engenheira agrônoma e gerente de Agrometeorologia da Seagro, Denise Coelho Gomes, essas informações também podem permitir aos sistemas agrícolas adquirir maior capacidade para enfrentar condições meteorológicas adversas. “Conhecer o comportamento do clima de uma região e ter acesso a um maior número possível de informações agrometeorológicas são muito importantes para que o empresário rural faça intervenções apenas quando necessário, economizando assim recursos naturais e financeiros”, explica.

Ferramenta no processo produtivo

Segundo o meteorologista e professor da Unitins, José Luiz Cabral, a missão é garantir que a informação possa subsidiar de forma significativa o processo de tomada de decisão do homem do campo e consequentemente a produção de alimento e a oferta desse alimento na mesa da população. “Sinto como um colaborar de um esforço muito maior, que vai desde os observadores meteorológicos, dos meteorologistas operacionais e modelistas, que utilizam o conhecimento como mola compulsora para a difusão dessa informação meteorológica”.

Para o presidente da Cooperativa Agroindustrial do Tocantins (Coapa) de Pedro Afonso, Ricardo Khouri, o trabalho de climatologia desenvolvida no site da Seagro é uma ferramenta extraordinária para que o produtor possa planejar melhor as atividades de plantio, condução da lavoura e da colheita, uma vez que é produzido em cima de modelos matemáticos bem conduzidos em parceria com a Unitins. “Eu uso, recomendo e isso tem ajudado muito a gente. E a gente fica feliz em observar que o nível de precisão, de acerto, é bastante significativo, e hoje, o produtor sem essas informações de clima dificilmente consegue fazer um bom planejamento da sua atividade agrícola”.

Resenha

A gravação da Resenha Agrometeorólogica envolve produtores, cinegrafistas, editores de corte e editores de imagem da Coordenadoria de Estúdio da Unitins. As gravações ocorrem às quartas-feiras, mesmo dia em que o material é postado na no canal do Youtube, site, facebook e twitter da Agricultura e página do Portal da Agrometeorologia. A Resenha também é enviada a produtores e empresários rurais que fazem parte de grupos de WhatsApp administrados pela Seagro.

Apesar de ter um formato padrão, não é raro de convidados participarem ao longo do ano, além de edições especiais que feitas aproveitando eventos como Agrotins ou aprofundando assuntos importantes da área, como escassez de água, queimadas e números da safra no Tocantins, por exemplo. Para a edição de número 100, prestamos uma homenagem a quem ajuda a realizar o programa e a quem ele se destina.

Em breve a Resenha Agrometeorológica vai passar por uma repaginada: nova identidade visual e novos recursos de computação gráfica para tornar as informações mais claras e agradáveis a quem acompanha fielmente o programa, há exatos dois anos.

Portal

Portal da Agrometeorologia visa subsidiar constantemente o produtor rural, desde o planejamento, decisões sobre plantio, entre outros, baseado nas informações meteorológicas coletadas nas estações. Os produtos gerados serão disponibilizados na página da Seagro e por app (plataformas Android e IOS).

O Portal da Agrometeorologia divulga não apenas a resenha do tempo, mas ainda boletins com previsões diárias, semanal e quinzenal, boletins especiais, e também informações detalhadas sobre incidências de chuva, ondas de calor, e condições do solo para a plantação.

Estações meteorológicas

No Tocantins, são 22 estações meteorológicas automáticas e convencionais, em diversos municípios do Estado, que enviam informações sobre temperatura do ar, precipitação, umidade relativa do ar, dentre outras, automaticamente, para a central do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) em Goiânia (GO). Essas estações são do Inmet, que contam com o apoio do Governo do Estado, por meio da Seagro, para a operacionalização e manutenção das mesmas.